Gabi Reads #3: No Bosque da Memória (Tana French)

fevereiro 08, 2017


No Bosque da Memória
Autor: Tana French
Editora: Rocco
Páginas: 510

Sinopse: Em um bosque na cidade de Dublin, algo espera pelo detetive de polícia Rob Ryan. Lá, entre as árvores, sobre a relva, está o cadáver de uma menina. Será preciso mais que competência para investigar esse assassinato: todas as pistas levarão Rob a confrontar o próprio passado - uma teia de segredo, mentiras e medo tecida sobre um terrível trauma de infância. No bosque da memória, é a surpreendente estreia de Tana French, a nova voz do suspense mundial.
Esse livro é do c@r#*$!, mas tem uns defeitinhos...
Em No Bosque da Memória, Tana French tece complicadas, e muitas vezes, confusas teias de acontecimentos que estão todos ligados de alguma forma. Neste livro, o detetive Rob Ryan é chamado para investigar o assassinato de uma garotinha, e todas as suspeitas apontam para o pai dela. Porém, o caso é muito mais complexo do que ele imaginava. Rob guarda um segredo, um passado que volta a assombrá-lo e traz revelações que podem ajudá-lo a solucionar um caso que aconteceu há muitos anos, quando ele era apenas uma criança quando novas pistas surgem durante essa nova investigação.
Os personagens que compõe o livro são muito bem construídos e a trama foca muito no psicológico de cada um, tornando-os mais humanos, trazendo-os para mais perto do leitor. Mas a história em si é um pouco confusa e o desfecho deixa alguma pontas soltas. Talvez a intenção dela fosse escrever uma continuação. Mas vamos ao que interessa:
Rob Ryan era apenas um menino de 12 anos quando a tragédia de sua vida aconteceu. Certo dia, enquanto brincava no bosque com seus dois melhores amigos, algo terrível aconteceu e seus amigos desapareceram. Rob foi o único a escapar ileso. Porém, as feridas na alma não cicatrizaram nunca.
Vinte anos depois do ocorrido, Rob é agora um detetive que teve de mudar de nome para que ninguém soubesse sobre seu passado. Ele próprio tinha poucas recordações sobre o que acontecera. Até o dia em que o corpo de uma garota é encontrado no mesmo local da tragédia. Confrontado com seu passado, Rob trabalha duro ao lado de sua companheira de profissão Cassie Maddox, para descobrir quem matou a criança. Assim, uma teia de mentiras, inveja e segredos se forma ao seu redor, sufocando-o.
Antes de tudo devo lembrar que sou detetive. A verdade para nós é um princípio básico, porém meio torto, que se refrata confusamente como o vidro fragmentado. É a essência de nossa profissão, o objetivo final de cada coisa que fazemos, e os colocamos no encalço dela com estratégias meticulosamente planejadas de mentiras, subterfúgios e de todas as variações possíveis de embustes. A verdade é a mulher mais desejável do mundo e nós somos os amantes mais ciumentos, reflexivamente negando a qualquer outro seu menor vislumbre.
Apesar dos probleminhas que eu citei, No Bosque da Memória é um daqueles livros que eu gostaria que todo mundo lesse. Um dos motivos é o desfecho, apesar de ele ser um pouco confuso, o fim da história não é esperado. Gosto de surpresas.
Recomento esse livro para as pessoas que não gostam de historinhas água-com-açúcar e de finais previsíveis. Esse não é um tipo de livro para você terminar de ler e ficar feliz, definitivamente não.
  

Série Dublin Murder Squad:
No Bosque da Memória #1
Dentro do Espelho #2
O Passado é um Lugar #3
Porto Inseguro #4
The Secret Place #5 (Ainda não Lançado no Brasil)

Beijinhos da Gabi!

Leia também

0 comentários

Obrigada!