Alguns motivos para ler a série Mortal (In Death)

maio 01, 2017

Olár! Hoje estou aqui para compartilhar com vocês uma série de livros pela qual sou apaixonada desde 2010. Se você acompanha as redes sociais da editora Bertrand Brasil, já deve ter visto alguma coisa sobre a série Mortal, escrita sob o pseudônimo de J.D. RoBB, pela autora norte-americana Nora Roberts. Primeiramente, deixe-me apresentar a Mortal para vocês.



A série se passa numa Nova York futurística, inicialmente no ano 2058. Nessa época, a tecnologia é muito avançada e é possível fazer quase absolutamente tudo: de ter a comida preparada por um AutoChef, até viajar para outros planetas – e ser dono deles. Nossa personagem principal, Eve Dallas, é uma dedicada tenente do departamento de homicídios. Dallas é apaixonada por seu trabalho e basicamente vive em função dele. 

Ao longo dos livros – e devo dizer que são muitos, mas logo eu chego lá – passamos a conhecer mais a fundo a vida da tenente e de seu círculo de pessoas, que é bem pequeno diga-se de passagem. Eve teve um passado difícil e não consegue confiar em quase ninguém, sua vida social se resumindo basicamente a dois colegas de trabalho – que também são figuras paternas para a tenente –, o capitão Ryan Feeney e a doutora Charlotte Mira, além de uma melhor amiga, Mavis Freestone, a quem Eve prendeu algumas vezes. Longa história.

No Brasil, o 26º livro foi lançado em março deste ano. Sim, vocês não leram errado: o vigésimo sexto livro da série Mortal foi lançado em março. 26. É isso mesmo. Lá fora, já estamos com mais de 50 volumes lançados. E por isso eu resolvi fazer esse post: porque uma série tão enorme como esta pode assustar algum desavisado, mas eu juro juradinho que vale muuuuuuuito a pena entregar sua alma e sua vida dar uma chance para essa coleção maravilhosa.

Bom, vamos à listinha: 

1. Histórias envolventes e muito bem escritas
Em cada livro da série Mortal há uma história central diferente, um caso a ser solucionado pela tenente Eve Dallas e seus companheiros. No entanto, há as história secundárias, da vida cotidiana dos personagens que vão evoluindo ao longo dos próximos volumes. É maravilhoso poder acompanhar o crescimento deles. A escrita da Nora é impecável – e a tradução não deixa a desejar também. As pontas soltas que ficam são geralmente das histórias secundárias.

2. Personagens com histórias cativantes que são desenvolvidas ao longo da série
Nem só de Eve Dallas respira a série Mortal. Além dos personagens que citei – Feeney, Mira e Mavis –, temos alguns outros que vão chegando na vida de Eve e vão ganhando espaço nos livros. Vou citar alguns: os policiais Peabody e McNab; a jornalista Nadine Furst e o Summerset (é maravilhosa a interação entre eles hahahah). Eles aparecem com maior frequência nos livros e acabam fazendo parte da vida de Eve. Cada um deles tem um papel e um passado que é contado em cada volume.

3. Surpresas pelo meio do caminho
Eu poderia ter citado outros personagens ali em cima, porém viraria spoilerzinho. Desde o primeiro livro, vamos sendo surpreendidos a cada página. Coisas que você não imagina que poderiam acontecer, acontecem e é maravilhoso.

4. Cenas de ação de tirar o fôlego
Eu disse anteriormente que a Eve é muito boa de briga. Meus caros, ela é foda. Quem se mete no caminho da tenente geralmente se dá mal, seja levando uma bela surra ou uma esculhambada das boas. Amo/sou.

5. Não acaba e te deixa órfã de personagens, sem saber o que ler em seguida
Para mim esse foi o critério mais importante quando resolvi me jogar de cabeça na série Mortal. Vou contar a história: eu e minha querida amiga Ana Luiza estávamos, no auge de nossos 14 anos, numa livraria, como de costume – devoradoras de livros que somos. Lá, Ana visualizou um livro policial e achou incrível, porém viu que fazia parte de uma série e foi procurar o primeiro. Ela leu. Amou. E eu acabei dando uma chance. Amei. Comprei todos os volumes que estavam disponíveis na época (se eu não me engano era uns 12) e passei uma semana muito intensa lendo até doer os olhos, porém sem conseguir para (em média eu leio um livro da série Mortal em um dia ou um dia e meio, porque não dá mesmo pra largar. Você nem percebe que tá lendo). E é isso. Eu, que amo continuidade, sou muito feliz por existir uma série com mais de 50 livros que acompanha os mesmos personagens desenvolvendo suas vidas. (Não é à toa que eu vejo Supernatural até hoje).

É gente, esse post ficou meio longo, me empolguei. Mas juro, deem uma oportunidade para a série Mortal, você não vão se arrepender. A seguir, a ordem cronológica dos livros que já foram lançados no BR (negritei os meus favoritos, mas amo todos) :


1. Nudez Mortal 
2. Glória Mortal
3. Eternidade Mortal
4. Êxtase Mortal 
5. Cerimônia Mortal
6. Vingança Mortal
7. Natal Mortal
8. Conspiração Mortal 
9. Lealdade Mortal 
10. Testemunha Mortal 
11. Julgamento Mortal
12. Traição Mortal
13. Sedução Mortal
14. Reencontro Mortal 
15. Pureza Mortal
16. Retrato Mortal 
17. Imitação Mortal
18. Dilema Mortal
19. Visão Mortal
20. Sobrevivência Mortal
21. Origem Mortal
22. Recordação Mortal
23. Nascimento Mortal
24. Inocência mortal
25. Criação Mortal
26. Estranheza Mortal

Há ainda um livro a parte, com uma história interligada a série mortal que é o Doce relíquia Mortal. Aqui, há duas histórias: uma se passa no “passado” e uma no presente da Eve. Vários outros contos foram lançados em coletâneas lá fora, mas aqui ainda não há uma previsão. Aliás, fica a dica para a Editora Bertrand, que poderia fazer uma coletânea de contos da Série Mortal. Seria lindo!!!!!

P.S.: Eu queria ter postado uma foto da minha coleção, mas eu vivo em SP e eles vivem na casa dos meus pais no interior e não é sempre que vou para lá. Quando tive a ideia para este post não tinha previsão de quando seria a próxima vez que eu viajaria até a cidade deles. 

👽

Leia também

5 comentários

  1. Nossa... cinquenta? Pensar que sou zoada por ler The House of Night, que tem 12 volumes e uns 6 spin offs kkkk. Mas é maravilhoso mesmo quando nos apaixonamos por um universo, e podemos ter sempre mais um pouquinho dele sendo desvendado para a gente.
    Vou procurar cinhecer melhor esta série para avaliar, mas gostei bastante da sua aoresentação.
    Beijo ;)

    Blog Insaturada
    Facebook
    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, menina!

      Tive um professor no cursinho (há 3 mil anos-luz) que zuava muito eu e minha amiga. Além de todas as pessoas que ficam "noooossa, mas quantos livros".

      Tem uma série muito boa, não sei se você já ouviu falar, que chama Vampire Academy, da Richelle Mead. Ela tem 6 livros e 6 spin-off (que são uma série com outra personagem principal tb)

      Beijos ;*

      Excluir
    2. Se eu conheço? Eu RESPIRO Vampire Academy e Bloodlines.... Aiii, tão bom achar mais alguém que conheça e goste :. Sério, eu passei um ano morrendo na espera do lançamento do último de Bloodlines-Ruby Circle... Realizações da vida!

      Excluir
  2. Meu Deeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeus, que felicidade. Não conheço ninguém que gosta de VA. Sim! Foi um sofrimento sem fim esperar. Na época de Last Sacrifice eu também sofri. Aliás sofro até hoje porque acabou tudo. Queria mais spin-offs. Dá pra fazer um com cada personagem, tipo o Eddie, a Jill. Quero TODOS hahaha <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim! Da Jill, do Eddie, seria perfeitoo... Mas preciso dizer que a satisfação também foi enorme por ter Bloodines para ler depois de V.A. Tão bom não perder o fio da meada em relação às histórias :)))

      Excluir

Obrigada!