Diário de Leitura: Morte no Nilo - Agatha Christie #6

fevereiro 01, 2018

Continuando minha saga literária de 2018, o livro de hoje é *tchanam* Morte no Nilo, da rainha do crime Agatha Christie!

Morte no Nilo - Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
Páginas: 256
Nota: 5/5

Sinopse: Bela, rica e inteligente, a jovem herdeira Linnet Ridgeway parece conseguir tudo o que quer. No entanto, quando rouba o noivo de sua melhor amiga e se casa com ele sem pensar duas vezes, talvez Linnet esteja indo longe demais...Em sua viagem de lua de mel num cruzeiro pelo rio Nilo, no Egito, o casal apaixonado se depara com uma série de antagonistas interessados em sua fortuna e em provocar sua infelicidade. Então Linnet é encontrada morta, com um tiro na cabeça. O detetive Hercule Poirot, que por acaso também estava no navio, entra em ação para tentar montar mais esse quebra-cabeça.




Eu não li, durante toda a minha vida até aqui, a quantidade de livros que eu gostaria de ter lido de Agatha Christie. Mas, fazer o quê? O jeito é ir correndo atrás do prejuízo agora. Morte no Nilo foi o livro número cinco do mês de janeiro - como eu comentei há alguns dias, minha meta este ano é ler 80 livros parados na minha estante + 12 do clube de livros da TAG, ou seja, ao todo são 92. Eu sei, uma meta ambiciosa. 

Neste caso do famoso e querido Hercule Poirot, temos três personagens principais que norteiam a história. A primeira é Linnet Ridgeway, uma herdeira milionária que sempre teve tudo o quis; em seguida, conhecemos Jacqueline de Bellefort, sua melhor amiga e o noivo dela Simon Doyle. Jakie, como é chamada pela amiga, tem a brilhante ideia de conversar com Linnet para que ela ofereça um emprego para Simon em sua propriedade, imaginando que assim o rapaz poderia conseguir algum dinheiro e eles teriam sua lua-de-mel no Egito. 

As coisas acontecem rápido e, de repente, descobrimos que quem se casou com Simon no fim das contas foi Linnet e ambos estão à caminho do Egito para viajar pelo imponente rio Nilo. Nesse meio tempo, uma serie de outros personagens estão se preparando para viajar ao mesmo destino do novo casal. Alguns, tem interesse nesse repentino casamento, outros parecem estar ali por mera coincidência. 

Aparentemente disposta a arruinar a vida de LInnet, Jackie aparece em todos os lugares em que os dois estão, inclusive ali, onde ela havia planejado passar alguns dias ao lado do ex-futuro marido. A desagradável surpresa faz com que Linnet se sinta desconfortável e irritadiça.

O grupo segue tranquilamente durante alguns dias até que, depois de uma série de acontecimentos desastrosos, Linnet é encontrada morta em sua cabine com um tiro na cabeça. uma grande letra J pintada em vermelho na parede parece indicar que o assassino quer que as suspeitas recaiam sobre Jacqueline. Só há um detalhe: quando o fato aconteceu, a mulher estava na presença de várias testemunhas que a viram atirar contra o ex-noivo, Simon, que com a perna machucada passou a noite na cabine de um médico que estava presente na viagem. Transtornada, Jackie fica sob os cuidados da enfermeira particular de uma outra passageira. 

Poirot é chamado para resolver esse enigma e, com a companhia de um amigo da policia, interroga um por um os passageiros presentes nessa viagem.

Gosto do jeito corrido das história de Agatah Christie. Os fatos vão se sucedendo sem enrolação e muito bem conectados. É uma leitura rápida e tranquila. Dessa vez adivinhei qual era o caso logo de cara, mas perto do fim fui levada a acreditar que estava completamente enganada. É relativamente surpreendente descobrir quem matou Linnet porque, no fim das contas, todo mundo parece muito suspeito. Adoro!

Leia também

0 comentários

Obrigada!